OBJETIVO DO JORNAL
A função social deste jornal é analisar criticamente fatos nacionais e internacionais por uma ótica marxista-leninista.
BLOGUISTAS
• OPERÁRIO SINDICALIZADO
• SERVIDOR PÚBLICO FEDERAL
• AMBIENTALISTA DE PURO CORAÇÃO
• RAPPER FEMINISTA
• PRESIDENTE DE DIRETÓRIO ACADÊMICO
• CORRESPONDENTE ATEU
• MANIFESTANTE ANTI-E.E.U.U.
 FONTES PROLETÁRIAS
 REVOLUCIONÁRIAS
 AGÊNCIAS
 POPULARES DE NOTÍCIAS
 ORGANIZAÇÕES
 POPULARES DEMOCRÁTICAS
 CAMARADAS FAMOSOS
 SITES AMBIENTAIS
 POPULARES DEMOCRÁTICOS
ARQUIVO REVOLUCIONÁRIO
CONTRIBUIÇÕES RECENTES
quinta-feira, setembro 21, 2006
Trabalhador vota em trabalhador
Operário Sindicalizado

Existe a democracia verdadeira (popular, igualitária) e a "democracia" burguesa (instrumento das lutas de classe). Todo tipo de organização popular democrática é corrompida pela "democracia" que existe hoje. Assim, o espectro da campanha eleitoral brasileira se divide como mostra o quadro abaixo:
Comprometidos com a causa: ninguém.
Esquerda: ninguém.
Centro-esquerda: ninguém.
Centro: ninguém.
Centro-direita: ninguém.
Direita moderada: PCO, PSTU, PSOL.
Extrema-direita: PSDB, PT, PFL, PMDB.
Nós, deste jornal popular democrático comprometido com a Revolução, acreditamos que numa verdadeira democracia, não são necessárias eleições, porque todo o povo apóia o governo, afinal, o povo É o governo.

No entanto, não podemos ignorar o estágio transitório que a democracia burguesa vive.

Por isso, conclamo os leitores de OPINIÃO POPULAR a votar pelo menos reacionário dos partidos, o PCO. Todos os membros do meu sindicato serão obrigados a votar em Rui Pimenta para presidente, senão os meus companheiros da mesa diretora perseguirão as famílias deles.

Não podemos permitir que nossos companheiros de luta - os trabalhadores explorados - sejam seduzidos pelas doces palavras da burguesia e votem nos candidatos neoliberais. Dessa forma, justifica-se a obrigatoriedade do voto no PCO. As pessoas TÊM que ser livres.

Grato pela atenção, camaradas.
Contribuição para a causa às 12:10

Ou dê sua contribuição democrática através do Livro de Rostos:

Postar um comentário